SEGURA NA MÃO DE DEUS

11720084_842130482547761_1633886505_n

Em uma de suas homilias, Frei Willian pregou com muita propriedade e unção a partir de uma antiga música do cancioneiro religioso intitulado: “SEGURA NA MÃO DE DEUS E VAI”.  As suas palavras penetraram nos ouvidos dos participantes daquela celebração e com toda certeza tocou lá fundo do coração, principalmente daqueles que traziam algum problema pessoal que até então se apoiava apenas na desesperança e na procura por solução.

A canção que o inspirou possui de fato uma letra impressionante capaz de servir de guia para aqueles momentos de imperfeições na vida, acompanhe: “Se as águas do mar da vida quiserem te afogar, segura na mão de Deus e vai. Se as tristezas desta vida quiserem te sufocar, segura na mão de Deus e vai.  Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus, pois ela, ela te sustentará. Não temas, segue adiante e não olhes para trás. Segura na mão de Deus e vai. Se a jornada é pesada e te cansas da caminhada, segura na mão de Deus e vai. Orando, jejuando, confiando e confessando, segura na mão de Deus e vai. O Espírito do Senhor sempre te revestirá, segura na mão de Deus e vai.  Jesus Cristo prometeu que jamais te deixará, segura na mão de Deus e vai”.

Esta música tem quase 50 anos. Ela foi criada por Nelson Monteiro da Mota, um pastor evangélico no ano de 1969. Ele é o fundador da Igreja Cruzada Evangélica Unida. Há quem negue esta autoria por causa da frase: Orando, jejuando, confiando e confessando… por ser uma prática da Igreja Católica. Já quiseram confiar a Padre Zezinho a autoria, mas pelas pesquisas, ele apenas a propagou e todas as referências recaem sobre o pastor.

Seja como for, isto pouco importa. O que mais interessa é exatamente a essência da música, bem como o seu resultado e sentido. Ela é cantada por evangélicos e católicos no Brasil e em diversas partes do mundo. Com toda certeza já modificou o coração de muita gente. Ela mais parece um remédio contra a depressão e baixo astral. Esta canção é embasada em diversas citações da Bíblia, principalmente a partir do Livro de Isaias nos capítulos 43 e 45. Os cuidados que Deus reserva aos seus protegidos ultrapassam fronteiras e infeliz é aquele que não usufrui de tamanho privilégio.

Talvez um dos motivos que fizeram com que esta canção alcançasse tamanho sucesso, tem sido o fato das circunstancias proporcionadas pelo mundo atual que massacra o ser humano. Desde o nascimento até o final da vida, muitas dificuldades e tropeços acompanham todo mundo, de forma que o homem não sobreviveria sem a proteção divina.

A ideia principal então é esta, se alguma coisa está te incomodando, segura na mão de Deus e vai. Tem ai alguma doença que não te abandona e os médicos não conseguem achar uma solução, segura na mão de Deus e vai. O seu filho te dá muito trabalho e você não sabe como lidar com a situação, segura na mão de Deus e vai. Está precisando de um emprego e tem uma entrevista marcada, segura na mão de Deus e vai. Tem uma prova pra fazer e a preocupação está sendo a sua principal companheira, segura na mão de Deus e vai. Precisa encontrar com alguém que vai modificar a sua vida, segura na mão de Deus e vai. São muitos os motivos para segurar nas mãos de Deus. Foi Ele quem te pôs no mundo e pode ter certeza que não vai te abandonar.

Outro conto em forma de música que reforça este pensamento é o RASTRO NA AREIA. O autor relata que sonhara que caminhava na praia e ao seu lado via os passos de Jesus. Certa ocasião, no momento de dificuldade e percalços na vida, viu apenas dois passos e clamou a Deus que nos momentos mais difíceis ele não tinha mais aquela proteção? Foi onde sentiu o Pai do Céu lhe dizendo: “Nos seus momentos mais difíceis, eu te carreguei no colo”.

Há um fator que precisa ser levado em consideração, a partir do momento em que acontece a entrega, não pode acontecer a dúvida. É mais o menos o seguinte, nas ocasiões mais complicadas, em que se faz necessário segurar nas mãos de Deus, a pessoa precisa pegar firme e acreditar sem titubear para depois não culpar a Deus aquilo que ela própria não acreditou.

Santo Agostinho dizia que, “Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser”. Ao segurar nas mãos de Deus, permita que Ele trace o seu caminho. Assim, mais do que simplesmente guiar, Ele vai te carregar no colo e aquilo que, de repente parecia ser um problema, se tornará uma solução.

Outra canção também que surgiu no meio gospel e se propagou principalmente na Igreja Católica foi “Noites traiçoeiras”. Esta música pode ser considerada uma versão atualizada do: “Segura na mão de Deus e vai”. Ou seja, nos momentos mais difíceis e que parecem sem solução, Deus está pronto para te ajudar.

Enfim, a proteção divina é gratuita, basta pedir e confiar. Isto serve não apenas para as intempéries da vida, para os momentos de alegria também. Ou seja, segure nas mãos de Deus quando estiver triste e também quando tudo estiver bem.

Crônica de Elias Daniel de Oliveira(05/07/2015)

Deixe uma resposta