Reverenciando as mulheres

Hoje a crônica será direcionada aos homens, as mulheres deverão apenas escutar e curtir. O motivo é obvio: comemora-se hoje O DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES. Mais do que homenagens, deveria ser este um dia de revisão da maneira como as mulheres estão sendo tratadas pelos homens brutamontes e machistas que se acham seres superiores. O primeiro perdão a elas deveria ser pelos erros do passado, que o diga a Dona História! Pra se der uma ideia elas já foram consideradas seres inúteis sem direito sequer a questionar qualquer coisa que fosse. Apesar do radicalismo muçulmano com as mulheres, veja o que disse Maomé: “A Mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada”.

Todos os méritos a esta criatura tão importante para a humanidade! É provável que alguém talvez esteja dizendo que nem todas são harmoniosas e que existem as ordinárias. Eu concordo, mas é certo também que muitas estão assim por causa da ignorância do homem, várias despreocuparam com a beleza como sinal de decepção para com o seu parceiro, muitas estão doentes com a alta carga que a sociedade lhe impôs. A revolução feminina que pedia mais a sua valorização virou pelo avesso, hoje a mulher tem o espaço e de carona a acomodação do homem.

É engraçado, mas muitas vezes é possível deparar com solicitação de homens viúvos para conseguir uma namorada. Eles dizem que não estão conseguindo viver sozinhos e que precisam de uma parceira, mas no fundo precisam de uma empregada doméstica em tempo integral que faça de tudo em casa, inclusive lavar as suas cuecas e que ainda tenha forças para satisfazê-los sexualmente, isto tudo sem precisar assinar carteira ou preocupar com direitos trabalhistas. Por outro lado, mulheres viúvas sempre optam por ficar sozinhas, às vezes até tem seus namorados, mas levá-los para dentro de casa, sem chance! Sociologicamente fica comprovado que a mulher está cansada e desgastada com tudo isto.

E onde é que o homem pode reverter tudo isto? Simples, deixando de ser o único beneficiário do poder das mulheres e se tornando parceiro, âncora e também servo. A receita é mais ou menos assim: Ame-a de maneira diferente, seja cordial, entenda seus momentos de dores e sofrimentos, nunca perca o romantismo, ajude-a também nas suas tarefas, cuide-se para ser admirado por ela, enfim, seja macho e não machista! Os questionadores devem estar falando assim: “Ah! Bom! Basta então ser igual ao homem da música do Roberto Carlos: ESSE CARA SOU EU!”. Bom, mais ou menos isto, é lógico que o autor desta música criou um modelo de homem fantasioso. Por se tratar de uma canção, há uma mistura com poesia, rimas, convencimento e ilusão. O homem a que estamos nos referindo é real, verdadeiro, sabe impor sobre a sua amada sem machucá-la e fazê-la valorizada como mulher no mais profundo significado da palavra.

Quando Deus escolheu Maria para ser a mãe de Jesus, concedeu a ela todo o poder divino. Hoje, quando rezamos pedindo a sua intercessão, é certo que os nossos pedidos serão atendidos. Tal como Nossa Senhora, todas as mulheres tem um pouco deste poder divino, isto porque geram o ser humano. O valor concedido a elas deve ser redobrado quando perpassa a condição de mulher e agora recebendo também o título de mãe. Esta afirmativa é tão séria que este valor pela maternidade vai além da condição de esposa que gera os seus filhos, mas também pela mãe que te gerou. O homem que não valoriza o sexo feminino é um ingrato para com a natureza.

Um autor desconhecido disse esta frase bem legal que muito enriquece o nosso tema: “Mulher é mesmo interessante, mesmo brava é linda, mesmo alegre, chora, mesmo tímida, comemora, mesmo apaixonada, ignora, mesmo frágil é poderosa!”. Tem ou não tem mais poder do que os homens? De fato, faz-se necessário reverenciá-las!

A cantora Elba Ramalho assim descreve as mulheres: “De um lado é corpo e sedução, do outro, força e coração. É fera e sabe machucar, mas a primeira a te curar e sempre faz o que bem quer ninguém pode impedir e assim começa a definir: Mulher… Entre tudo o que existe é principal pra você gerar a vida. É natural esse é o mundo da mulher que a divina natureza fez surgir. A mais linda obra prima que alguém já viu. Assim nasceu a mulher nas mãos de Deus… Por mais que o homem possa ter, sem ela não dá pra viver. Às vezes pede proteção e pra ter um pouco de atenção se finge ser tão frágil mas, domina quem quiser, pois ninguém pode definir a mulher. Que a divina natureza fez surgir. A mais linda obra prima que alguém já viu. Assim nasceu a mulher nas mãos de Deus…!”.

Encerro com os dizeres de Leon Tolstoi: “Aquele que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil”. A todas as mulheres vai o meu abraço e a solicitação das bênçãos de Deus para suportar este mundo tão ingrato.

Deixe uma resposta