REVELANDO DESPORTISTAS PROMISSORES

11780594_852038331556976_612145685_n

 

Crônica de Elias Daniel de Oliveira 

Em tempos de muito esporte olímpico a partir dos jogos pan-americanos de Toronto no Canadá e o evento que acontecerá no Rio de Janeiro no ano que vem, faz-se necessário voltar à atenção para esta prática, com o objetivo de incentivar novos desportistas principalmente de Bom Sucesso, onde já conta com muitos medalhistas nos mais diversos torneios e, no entanto se mantém no anonimato por falta de divulgação.

Antes de citar a realidade dos jovens bom-sucessenses neste quesito, convêm chamar a atenção das autoridades e profissionais da área da educação física que exploram pouco as mais diversas modalidades olímpicas. A prática do esporte proporciona disciplina nos jovens, elevação da autoestima, ocupação em prol de algo sadio em detrimento da vagabundagem que proporciona o uso de drogas, eliminação do sedentarismo que ocasiona obesidade, menos interesse ao vicio dos computadores que muito tem alienado as pessoas, enfim, a atividade física é tudo de bom e é bem aceito pela rapaziada. O problema são os limites que proporcionam esta deficiência. Já não existem mais os campinhos e quadras nos bairros, nem todas as aulas de Educação Física são levadas a sério pelos professores, as academias são particulares e com isto não sai de graça, a secretaria municipal de esporte depara-se com suas limitações e diante de outros fatores alheios à sociedade, se vê pouco e quase nenhuma atividade que possa incentivar a atividade física.

Deixando de lado as queixas, méritos precisam ser reservados aos amantes do esporte que proporcionam eventos e trabalhos sociais para a descoberta de atletas pela cidade. É claro que a prefeitura municipal promoveu em parceria com a UFLA-MG corridas rústicas que revelaram futuros campeões, bem como o trabalho realizado pelo pessoal da Assistência Social com as escolas e descobriram habilidades surpreendentes. Não convém aqui citar os nomes por não ter a permissão deles e assim poder esquecer alguém, mas é interessante mostrar pra toda a sociedade que Bom Sucesso tem excelentes desportistas capazes de ganhar medalhas e troféus em torneios, inclusive internacionais. Temos medalhistas nas seguintes provas: Arremesso de peso, corrida de 100 metros, corrida de 200 metros, corrida de 250 metros, corrida de 75 metros, corrida com barreira, lançamento de disco, pentatlo, salto em altura, salto em distância, jiu jitsu, Karatê, Taekwon-do, Vôlei, futebol de quadra e de campo, dentre outros.

Dentre tantos que merecem aplausos, não poderíamos deixar de citar o Joilson. Ele é campeão internacional em jiu jitsu e colocou como meta da sua vida utilizar esta modalidade de esporte para ajudar crianças carentes. Por muito tempo trabalhou na cidade de Ibituruna e alcançou resultados formidáveis. Atualmente está desenvolvendo um belíssimo trabalho social no bairro Beira da Linha. Sempre a procura de adolescentes e jovens que não têm condições de pagar, mas tem vontade de praticar algum esporte, Joilson desenvolve com eles muito mais do que o ato de se disputarem em forma de luta, mas ensina disciplina, respeito, valorização e elevação da autoestima. Os seus garotos e garotas passaram a ver a vida por outro foco. Passaram a amar mais a si mesmo, a levar a sério os estudos, a respeitar os pais e perceberem-se valorizados. Na sua lista há um grande número de campeões que já se destacou nos mais diversos torneios por todo o Brasil e exterior.

No futebol aplausos para os organizadores dos mais diversos campeonatos, dentre eles o mais recente acontecido no Estádio Robson Alvim, popularmente conhecido por Campo do Palmeiras. Os organizadores trouxeram times de toda a região e proporcionaram um torneio muito bem organizado que revelaram competentes jogadores.

O escritor José Costa tem uma frase bem interessante para a prática precoce do esporte: “A criança pode começar a iniciação esportiva desde cedo, se ela não se transformar em um atleta de alto nível, com certeza vai se transformar em um bom cidadão, pela aquisição de valores que se aprende com o esporte”. Ele ainda continua com o mesmo tema: “O esporte é uma das ferramentas mais importantes para afastar os jovens das más companhias, do álcool, das drogas e da violência, mas que infelizmente os governos não dão à devida atenção”.

O Campeão de natação Gustavo Borges, também oferece a sua participação: A prática esportiva também ajuda num mundo melhor com tudo de bom que traz para nós: saúde, autoestima, espírito de equipe, objetivos, entre outros atributos que com certeza, vem junto com o esporte…”. E para encerrar, utilizemos o que disse Haroldo Falcão: “No esporte, quem mais perde é quem não o pratica”.

Valorize, promova e patrocine o esporte da nossa cidade. Mais do que descobrir futuros campeões, todos estarão a promovendo uma sociedade melhor.

 (26/07/2015)

Deixe uma resposta