ÔÔ MINAS GERAIS!

11793388_850494285044714_86066070_n

O dia 16 de julho é considerado o dia de MINAS GERAIS. É estranho como uma data tão importante pudesse passar em branco. O povo mineiro tem orgulho da sua terra, isto porque consegue mesclar o lado roceiro com tudo aquilo que tem de novo e tecnológico das grandes cidades. Infelizmente existe ainda preconceitos de alguns estados com esta terrinha querida, mas o mineiro não se importa, na verdade ele percebe que isto é despeito. Afinal de contas, aqui tem e teve grandes políticos e personagens da história, times campeões e colecionadores de títulos, produtos que ajudam no enriquecimento da nação, enfim, o mineiro é aquele que come quieto e se destaca.

Os bandeirantes são considerados os iniciadores desta amável terrinha. A exploração começou no século XVI com a procura por ouro e pedras preciosas. Quando soube que a região era rica em minérios e recursos naturais, a Coroa Portuguesa fundou a primeira vila de Minas Gerais em 1711, na cidade de Mariana. Com o atrativo, a região teve um rápido crescimento populacional e logo se tornou um importante centro econômico do país. O nome tem tudo a ver com o que acharam, foram muitas minas com os mais diversos minérios, assim chamaram de MINAS GERAIS e apesar das dificuldades da época em chegar nestas terras, este estado contribuiu imensamente para a história do Brasil.

A antiga canção “Ô Minas Gerais” é considerada o hino do estado. A letra é tão meiga e tranquila, que mais parece uma cantiga de ninar, mesmo sendo uma seresta, em contrapartida possui dizeres riquíssimos que muito a identifica: “Oh! Minas Gerais! Oh! Minas Gerais! Quem te conhece não esquece jamais. Oh! Minas Gerais! Tuas terras que são altaneiras, o seu céu é do puro anil. És bonita oh terra mineira! Esperança do nosso Brasil. Tua lua é a mais prateada. Que ilumina o nosso torrão. És formosa oh terra encantada, és orgulho da nossa nação. Teus regatos a enfeitam de ouro, os teus rios carreiam diamantes que faíscam estrelas de aurora. Entre matas e penhas gigantes, tuas Montanhas são preitos de ferro que se erguem da pátria alcantil. Nos teus ares suspiram serestas, és altar deste imenso Brasil!”.

São inúmeras músicas que enaltecem o estado, com destaque para o Jeito de Mato com Paula Fernandes, mas o rock também revela o seu amor pela terra como várias canções dos grupos Skank, Pato Fu, dentre outros. O Clube da Esquina mostrou para o Brasil inteiro que Minas Gerais é contagiante! Cantores como Milton Nascimento, Lô Borges, Paulinho Pedra Azul, Sagrado Coração da Terra e muitos outros sempre cantaram com muito orgulho paixão mineira. Este estado é o quarto com a maior área territorial e o segundo em quantidade de habitantes. Seu território é subdividido em 853 municípios, a maior quantidade dentre os estados brasileiros. Sua população é estimada de cerca de 20,73 milhões de habitantes segundos dados de 2014. A densidade demográfica do estado é de 33,41 habitantes por quilômetro quadrado. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) previu que no ano de 2012 constataram que a população mineira era composta por 49,2% de homens e 50,8% de mulheres. A taxa de fecundidade daquele ano, ou seja, a quantidade média de filhos que uma mulher teria em média era de 1,7, pouco abaixo da média nacional que é 1,8. A mortalidade infantil no mesmo ano, por sua vez, ficou em 13,2 mortes por mil nascidos vivos, também abaixo da média brasileira de 15,7 mortes. Por fim, a esperança de vida ao nascer em Minas ficou em torno de 76 anos, sendo que para as mulheres esta expectativa é de 79 anos e para os homens é de aproximadamente 73 anos.

Minas Gerais é dotada de notável infraestrutura que permite seu desenvolvimento econômico. No estado encontra-se a maior rede rodoviária dentre as unidades da federação, além de uma importante parcela das ferrovias do país. Possui 92 aeroportos e cinco portos secos distribuídos em várias regiões do estado. Conta ainda com várias usinas hidroelétricas e possui inclusive um quarto das pequenas centrais hidrelétricas do país. O estado possui ainda mais de oitocentos quilômetros de gasodutos administrados pela Companhia de Gás de Minas Gerais.

Percebe-se assim que o estado é bem rico, isto sem contar um monte de riquezas que não foram citadas por motivo de espaço. Desta forma, os preconceitos são de fato meros despeitos. Aqui tem história, tem presente e um futuro promissor. As belezas naturais são os principais cartões de visita. Como é lindo ver Minas exuberando a sua beleza com formidáveis cachoeiras, igrejas, montanhas, rios e cidades! Diante de tanta riqueza, a falta do mar nem incomoda, conforme já foi dito por muitos escritores.

Os nomes das cidades são sugestivos. Desde designações religiosas, celebridades, homenagens e situações, alguns são bem poéticos e inspiradores como a capital mineira, Belo Horizonte, ou mesmo a querida Bom Sucesso! Muitos escritores fizeram belíssimos textos usando vários nomes das 853 cidades mineiras e ficou bastante criativo.

O programa TERRA DE MINAS da Rede Globo fez uma pesquisa no ano de 2012 com a pergunta: O que é ser mineiro para você? Foram inúmeras participações, uma delas o participante disse o seguinte: “Ser mineiro e comer calado. É sentar a bunda no rabo de um fogão a lenha numa fazenda e comer arroz com piqui, carne seca, feijão e farofa. É comer pão de queijo com queijo minas. É comer goiabada cascão. Ser mineiro e bão demais da conta sô! Como eu tenho saudade desse lugar! Ser mineiro e ser especial! Não precisamos de praia ou arranha céu. Ser mineiro e ser você mesmo!”.

Crônica de Elias Daniel de Oliveira (19/07/2015)

Deixe uma resposta