MORALIZAÇÃO NA POLÍTICA

received_1046782072082600

Crônica de Elias Daniel de Oliveira (26/06/2016)

O Brasil está vivendo um momento muito tenso. Parece até uma novela da vida real carregada de emoções, surpresas e preocupações. Diante de uma crise econômica e politica, pela segunda vez na historia do país dois presidentes sofreram impeachment. Neste contexto assiste-se a uma atuação marcante da Policia Federal que tem utilizado de delações premiadas para usar de isca e prender os corruptos aproveitadores do dinheiro público. A situação está tão delicada que aquela música do Bezerra da Silva está ganhando bastante notoriedade quando o assunto é criticar os políticos: “Se gritar, pega ladrão, não fica um, meu irmão…”.

É impressionante que ninguém está escapando, todo mundo tem um “rabo preso” e isto é preocupante porque o país está nas mãos deles. Será que esta corja consegue dormir tranquilamente quando veem pessoas morrendo de fome, desemprego desenfreado, saúde caótica e inúmeros problemas sociais sem soluções por falta de dinheiro, aquele mesmo que foi roubado inescrupulosamente? Convém até não generalizar, possivelmente deve ter políticos honestos comprometidos com a causa, mas não tão perfeitos e isentos de culpa, até mesmo porque são cúmplices em diversas votações para beneficio próprio em detrimento do sofrimento dos menos favoráveis.

Bertolt Brecht dizia que,O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais”.

Já notaram que quando são acuados e pressionados, inventam inúmeros argumentos para se safarem e parecerem inocentes? A moralização na politica precisaria começar com a diminuição do salário do alto comando. No fundo eles não têm noção nenhuma de crise,se for levado em consideração o próprio sofrimento. Simplesmente assistem de camarote tudo o que está acontecendo, isto porque, o momento em que são cobrados a fazerem alguma coisa em favor do coitado do cidadão, são também abordados pela elite empresarial que lhes pressionam com discursos e propinas para não facilitar a vida do trabalhador. Esta é a teoria da dominação, “manda quem pode, obedece quem tem juízo!”.

Também não seria correto enjaular numa cadeia estes ladrões corruptos para serem sustentados pelo dinheiro público. Pode ser que não sofram tanto quanto deveriam. Um caminho ideal seria devolver cada centavo que roubaram ou receberam de propina e ficarem proibidos de assumir qualquer cargo ligado direta ou indiretamente aos três poderes. Ficar recluso com contas carregadas no exterior não é nenhuma penalidade, o que precisa ser feito é resgatar esta verba, confiscar os seus bens e fazer a justiça por onde ela foi perdida.

Já notaram que a corrupção parece uma doença contaminosa que se prolifera muito rapidinho? Tem muita gente que pratica pequenos delitos alegando que, se os políticos roubam, por que não poderia fazer o mesmo? Assim aqueles que são subordinados à situação sofrem sem poder se defender. Uma visita ao supermercado é possível ver uma elevada alteração nos preços sem que com isto seja avaliado se as pessoas podem pagar pelo produto. Alguns destes têm alguma justificativa como clima, escassez, carestia dos insumos, e por ai vai, outros não tem porque aumentar, mas pegam carona e alteram assim mesmo. Há de se perguntar onde está a fiscalização? Pois é! Pergunta difícil de responder. Infelizmente a lei que prolifera é a da oferta e da procura, se tem quem paga, porque não elevar o valor?

Caberia então ao governo fazer alguma coisa, mas diante da falta de moral, ética e vergonha e desejando sempre proteger a classe A, a solução parece estar distante. E olha que esta cobrança é antiga, Karl Marx no século XIX já inundava de farpas o sistema capitalista que estava evoluindo com a Revolução Industrial e utilizando como filosofia o enriquecimento dos burgueses em cima do empobrecimento da classe trabalhadora sob a proteção do governo.

Já notaram que quando os noticiários tocam no assunto, não falam em pequeno desvio de dinheiro, mas em milhões, bilhões e por ai vai. De fato é necessário pegar no pé desta galera, eles não podem sair impunes, senão a palavra política terá de mudar de significado nos dicionários e isto será vergonhoso para a população brasileira. Já passou da hora de passar o Brasil a limpo! Parabéns aqueles que têm enfrentado espinhos e tropeços para promover a moralização da nação. Recebam os aplausos dos cidadãos de bem que trabalham e sonham com um país melhor para educar os seus filhos e viver dignamente.

Crônica de Elias Daniel de Oliveira (26/06/2016)

Deixe uma resposta